VitaBalance-Med

Vitabalance-med
FORMAÇÕES VITABALANCE-MED

VitaBalance-Med

Projeto “Balança da saúde”

SÚMULA  – Projeto de formação, intervenção e investigação em educação para a saúde, desenvolvido por uma equipa multidisciplinar  com o objetivo de  prevenir  Doenças Cardiovasculares, Obesidade e  Diabetes Mellitus tipo 2, em alunos do Ensino Básico, através da formação dos professores, com base num Poster e um novo conceito educativo abrangente  com noções científicas simplificadas e uma visão “eco-social” da saúde, em articulação e com o apoio de Parcerias.

Autoria e Coordenação Geral:  Prof . Dr. António  Rui Leal (médico)

Equipa de Intervenção (inicial): Mestre Tânia Franco, Dra Margarida Oliveira e Dra Adelaide  Amorim  (nutricionistas); Mestre Rui Santos (educação física); Dra Diana Quintela, Daniela César e Dra Mariana Rodrigues (psicólogas); Doutorandas Noélia Oliveira (professoras) e Ivone Pinto (enfermeira); Dra Marisa Mendes e Dra Raquel Bacelar (designers).

O Projecto “Balança da Saúde” (versão portuguesa) ou VITABalance-Med (versão internacional) surge na sequência da conceção e desenvolvimento de um novo conceito educativo sobre a Saúde Global, em desenvolvimento desde 2005 e que procura combater o atual problema do aumento das doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes tipo 2, em crianças.

Projeto registado no INPI e IGAC.

Em Portugal, sabe-se que existem cerca de um terço de crianças com obesidade e poucos são os projetos nacionais que pretendem modificar esta realidade. A partir deste novo conceito educativo e da Escola Básica, pretende-se facilitar e promover a capacidade de intervenção/alteração de comportamentos dos professores e dos pais / famílias.

Este Projeto envolve pois 3 componentes que podem e devem co-existir:

Formação (Professores do E.B.) – partindo de uma equipa de formação multidisciplinar, procura-se atingir o objetivo de melhorar a formação pedagógica e práticas dos Professores de EB, através de um curso certificado, fornecendo material didático e promovendo dinâmicas escolares de interação com a família, com base no poster VBM, contendo 5 pirâmides para o ensino da “Saúde GLOBAL”. Formação realizada por técnicos especializados.

Intervenção (Alunos + Família) – vocacionada para alunos do E.B. (8 a 9 anos), procura criar e manter novos comportamentos (saudáveis), inc. a prática regular de exercício e uma alimentação variada, numa ideia de equilíbrio calórico e em respeito pelo “ecossistema”. A realizar pelos professores na sua atividade docente habitual e extra-curricular.

Investigação (Investigadores/Universidades) – em simultâneo, pretende-se manter uma investigação em curso, com avaliação da melhoria dos conhecimentos dos alunos /familias e medição de alguns fatores de risco cardiovasculares, assim como a analise do seu custo-efectividadade, no sentido de a revalidar cientificamente, a longo prazo. A realizar por alunos das universidades e/ou técnicos motivados para…..

Formar profissionais de educação em prevenção cardiovascular (Profs das EB), com base num curso certificado e Kit Pedagógico, para que estes sejam capazes de transmitir de forma científica e didática, novas práticas e comportamentos saudáveis às famílias;

Educar a população escolar e os respetivos pais para os riscos da obesidade/ diabetes, sedentarismo, excessos alimentares e outros fatores de risco, fruto do desequilíbrio entre o gasto calórico (reduzido) e o (elevado) input energético apelando a modificações do estilo de vida no seio da Família;

Estabelecimento de Parcerias locais/nacionais e internacionais com entidades públicas ou privadas, capazes de garantir uma devida articulação para fortificarem estes esforços e a expansão do projeto, assim como a sua avaliação cientifica.

  • Fase I (2005/09) – Conceção do Projecto e preparação do material/design

Inspirado em conceitos americanos mas com criatividade portuguesa/europeia

 

  • Fase II (2009/2010) – Projeto-piloto em Sta Maria da Feira

Teste de exequibilidade em 3 Agrupamentos EB (envolveu 475 crianças e 18 profs)

Primeira validação cientifica do projeto = Tese de Doutoramento USC

 

  • Fase III (2011-2012) – Projeto Concelhio em  Sta Maria da Feira

Organização de Curso/Formação Certificada em 25h T + 50h P.

Conceção do VITA-KIT Pedagógico para Professores do EB.

Projeto em 9 Agrupamentos EB, com avaliação (envolveu 750 alunos e 35 profs).

 

  • Fase IV (2013 -….) –  Expansão do Projecto a nível Nacional

Reformulação e re-início no Porto, com  apoios a definir (CMP?).

Novas parcerias de nível nacional, com o envolvimento do M. da Saúde/Educação.

Investigação com 3  Ramos (control vs 3h vs 15h).

 

  • Fase V – Expansão Internacional do Projecto

Aposta no futuro desenvolvimento na India e no Brasil, através de parcerias…

Fundação Sanitus

O projeto “Balança da Saúde” (autoria regista) revela-se inovador e eficaz, com uma boa relação custo-efetividade, na medida em que:

Se baseia num conceito educativo cientifico abrangente, ecológico e integrativo, não existente previamente, com bases cientificas sólidas e que pretende expandir-se num processo cíclico de melhoria prática e auto-sustentação local. Partindo do saber médico e do poster VBM (base visual didática), torna-se possível integrar diferentes técnicos/visões da saúde, que por sua vez irão formar e motivar, de um modo formal ou informal os Professores do EB.

Possui  um efeito multiplicativo importante e custos reduzidos por ser suportado por materiais didáticos pré-existentes, produzidos de forma digital, com base numa intervenção simples (3h) e/ou completa (15h), ambas com custos reduzidos, atingindo um número elevado de pessoas devido à sua difusão em rede. Ex: 1 Médico => 5 Técnicos (Nutrição, Psicologia, Exercício, Enfermagem, Gestão) => 20 Professores => 400 Alunos => 800 Pais & Famílias…..etc.

Os resultados científicos preliminares revelaram um bom impacto do projeto, tendo sido  apresentados no “VI Congresso IberoAmericano de Reabilitação Cardíaca e Prevenção Secundária” em Sta Maria da Feira (Dez 2010), em que mesmo no grupo de controlo (escola EB) em que apenas se afixou o poster da Balança da Saúde nas suas salas de aula, se obtiveram resultados relevantes nos conhecimentos adquiridos.  Na intervenção geral, os conhecimentos tiveram um incremento de respostas corretas de 41,3% para 57,9%. No grupo controlo, em particular, houve uma evolução nos conhecimentos gerais adquiridos de 36,3% para 55,3%. Além disso, na área dos conhecimentos médicos sobre saúde e sobre a influência eco-social a evolução foi na ordem dos 23% e 20,3%, respetivamente.

O projeto parece ser relevante do ponto de vista pedagógico-cientifico, na medida em que se tenta assegurar que a informação adquirida pelas crianças de 8-9 anos é avaliada e validada (comparada com um grupo de controle), sendo ainda transmitida / aplicada por estes no seio da sua família. Pretende-se manter estes dados em BD para futuro seguimento das crianças e dos seus fatores de risco cardiovasculares, se possível de 5/5 anos.

Uma nova publicação se prepara para breve, comparando os efeitos e os custos de um curso VBM de 3h (informal)  vs 25h (certificado), o seu impacto qualitativo nas Escolas e cerca de 10 anos depois!

Galeria

Inscreva-se

Se ficou interessado neste projeto, inscreva-se nas formações VitaBalance-Med. Este curso irá desenvolver-se com um número mínimo de intressados e em local a designar. Logo que definidas datas e local, o pré-inscrito recebera informações adicionais, para a sua efetivação.
Consulte outras  formações disponíveis  na SANITUS neste LINK.

 
SELECCIONE A FORMAÇÃO *

Formação Vitabalance-Med